Blog

            

Visto feito no país e oportunidade de trabalho

Visto feito no país e oportunidade de trabalhar durante o intercâmbio são atrativos da Irlanda

Os anos de crise ficaram para trás e a Irlanda hoje é uma das economias em maior crescimento na Europa. Conhecida como Ilha Esmeralda, pelas suas paisagens repletas de campos verdejantes, a Irlanda tem sido a escolha de muitos brasileiros na hora de realizar um intercâmbio no exterior. A oportunidade de estudar e trabalhar durante o intercâmbio, o visto que é feito após a chegada ao país e o custo de vida baixo em relação a outras capitais europeias são os principais atrativos.

Para assegurar uma melhor experiência aos estudantes estrangeiros, o país modificou suas regras nos últimos anos. Fechou o cerco em torno de escolas de baixa qualidade, garantindo assim que os intercambistas não tenham uma experiência de aprendizado frustrada. Modificou as permissões de trabalho, para forçar os estudantes a não perderem o foco nos estudos. Inseriu novas formas de comprovação financeira para auxiliar o processo do visto.

Hoje para garantir a qualidade das instituições, o governo exige que o estudante faça um teste de proficiência ao final do curso, para verificar se houve aprendizado ou não. Para que o intercambista não tenha de enfrentar nenhum imprevisto com a escola, é necessária também a aquisição do Student Learner Protection, que é um seguro que garante que, caso aconteça algo com a escola e a mesma venha a fechar, o aluno será realocado para outra instituição de ensino, de mesmo nível, e não terá o seu intercâmbio afetado por essa mudança, nem o status do seu visto.

Para ter a permissão de trabalho, os intercambistas precisam contratar um curso de 25 semanas (cerca de seis meses) que dá direito a dois meses de férias. Assim, eles têm permissão para trabalhar 20 horas semanais (part-time) durante o período de estudos e 40 horas semanais (full time) durante o período de férias (entre os meses de junho, julho, agosto e setembro, e de 15 de dezembro a 15 de janeiro). A duração máxima do visto de estudante é de oito meses. No entanto, o estudante poder renová-lo por até duas vezes, permanecendo no país como estudante de inglês por no máximo 24 meses, ou seja, dois anos. Importante salientar que para renovação o estudante precisa manter pelo menos 85% de frequência nas aulas.

O valor da comprovação financeira permanece o mesmo: 3 mil euros. Mas as formas para comprovar o valor foram ampliadas. Antes o único modo era abrir uma conta em um banco irlandês, depositar o valor e levar o extrato da conta no momento da feitura do visto. Hoje o estudante pode levar o extrato da sua conta no Brasil (que precisa ter menos de um mês de emissão). Além disso, precisa levar um extrato anterior, o cartão de débito vinculado à mesma conta bancária e ser o titular da conta corrente. Importante lembrar que é preciso verificar se a conta permite saques no exterior, para você poder utilizar o dinheiro.

Outras formas de comprovação são levar o extrato atual de um cartão pré-pago (de débito ou crédito) ou realizar um Bank Draft. Nesta modalidade, o estudante depositará o valor via o Correio Irlandês e terá de fazê-lo em várias partes, pois o valor máximo é de 650 euros por depósito. Cada parte gerará um cheque, que será utilizado pelo estudante para fazer a retirada no Correio. Para as renovações não é necessário novamente a comprovação, apenas o pagamento da taxa do visto que é de 300 euros. Importante salientar que indicamos que o estudante viaje com uma quantia um pouco maior que os 3 mil euros, pois o processo para a retirada do visto pode levar alguns dias e sempre há gastos na chegada com alimentação, transportes, etc.

Para a entrada do estudante no país, o intercambista deverá mostrar na imigração a carta de matrícula da escola, do seguro de saúde contratado, o extrato comprovando o valor de 3 mil euros e uma reserva de acomodação para pelo menos a primeira semana. Após a conferência dos documentos, o funcionário da imigração dará o visto de turista ao estudante (normalmente com o prazo de 30 dias). Para a feitura do visto é necessário a carta da escola confirmando a matrícula do estudante, o seguro governamental (ou um seguro de saúde com cobertura correspondente), a comprovação dos 3 mil euros e o pagamento da taxa de 300 euros.

Alguns Destinos que Recomendamos

A conquista do seu intercâmbio está mais perto do que imagina


ESTADOS UNIDOS

Nova Iorque, Los Angeles, Chicago, San Diego, Miami


COLÔMBIA

Bogotá


PERU

Lima


COSTA RICA

San José


INGLATERRA

Londres, Bristol, Manchester, Liverpool, Oxford


NOVA ZELÂNDIA

Auckland, Christchurch, Wellington


ARGENTINA

Buenos Aires,


CHINA

Pequim

2016- Travel Around the World - TAW - All rights reserved.